9/08/2008

Leave me alone


Um dos fatores da minha vida que eu acho mais difícil de definir é a solidão. Até certo ponto acho que sei lidar bem com ela já que passei um certo período da minha vida "sozinho". Convivi por boa parte da minha vida rodeado pelas mesmas pessoas e me acostumei com isso, mas de uma hora pra outra tomei outro rumo e vi que essas pessoas apesar de estarem ainda ao meu lado eu não estava lá ao lado delas. Estava ao lado de desconhecidos que só depois passei a conhecê-los e vi que alguns valiam a pena terem ao meu lado e outros não. Os que valiam ainda estão ao meu lado, mas foram poucos. Depois peguei outra estrada e fui parar mais longe, agora sim eu estava completamente sozinho. Olhava para os lados e só via pessoas que não me queriam ali, e assim vivi por um tempo. Acostumei-me com essa sensação de não ter ninguém que entrasse por mim numa briga, claro que é difícil no começo, mas acreditem, você acostuma.

Vendo por outro ângulo eu percebi que isso só me fez mais forte, não vai ser sempre que eu estarei rodeado de pessoas que me queiram bem e que me façam feliz. A vida sempre procura jogar você em certas armadilhas, essa minha experiência me ensinou não a não cair nessas armadilhas (isso eu ainda não aprendi), mas me a como agir enquanto estiver preso nelas e ensinou como sair delas.

Pois bem, sai desse buraco e novamente não estava solitário, pelo contrário, estava mais enturmado do que nunca. Só que vez ou outra eu me pego distante do mundo e solitário por alguns momentos. É angustiante se encontrar nessa situação, sufocante. Mas simplesmente abro os olhos e olho ao meu redor para saber que não estou sozinho. Olho mais além e vejo que não estarei sozinho nunca, mesmo não tendo sempre ao meu lado aqueles que eu queria que estivessem.

Não, não estou reclamando dos que não me deixam ficar sozinho, nem tenho como fazer isso, essas pessoas são verdadeiras bençãos. Mas sabe como é o ser-humano, sempre querendo mais e mais, mas querer não é poder por mais que você queira. As vezes a outra pessoa simplesmente não quer estar ao seu lado ou pior que isso, ela não não pode estar ao seu lado.

8 Comenta aqui, campeão!:

Junior disse... [Responder comentário]

Pouco tempo de convivência, mas o bastante para descobrir as coisas mais interessantes em comum, nada como viver no mesmo lugar, conhecer quase as mesmas pessoas, cruzar por aí por tantas vezes sem sequer saber, que ali poderia morar um bom (digo excelente), amigo.
Foi assim que acabamos por nos conhecer, casual não sei, destino quem sabe, mas que foi bom, isso foi.
Viajens loucas, muita resenha (Sérgio que o diga), papo sério, entre outros.
Foi uma rápida e marcante estadia por aqui, até compartilhamos algumas opiniões acercar de coisas em comum. "Eu odeio Belo Jardim", não todos mas aquele sindicato em?
Nada como ser os garotinhos do Doutor né? (O frango era ele!) kkkk

Apareça nobre colega e não esqueça das rápidas amizades que deixou pelo caminho, afinal uma a mais nunca é demais, apesar de tudo demais ter limite, exceto cana é claro!
Espero sua presença por aqui nestes dias de farra, quem sabe um encontro (amigável é claro) por algum dos botecos de Pesqueira.

Quanto ao tema de vosso relato, deixe disso, a distância não tráz só a tristeza, mas também inclui a felicidade dos reecontros.
E que venham os reencontros, aparece lá.
É fato que muitas vezes não se pode estar perto do que se deseja, mas também é possível compreender que a vida muitas vezes traça caminhos absurdos com distâncias incríveis, mas nada que uma amizade não possa superar, cedo ou tarde tudo sempre volta para o lugar de origem é aí que mora a esperança, sem desistir e persistindo vamos vivendo "cada um no seu quadrado", logo, logo a distância acaba e sempre se pode compensar.

Amigo tenha força, siga por aí, que seguiremos por aqui, quando for a hora poderemos nos rever e compensar toda essa distância.


Nestes termos...

Opa! Final errado!

Abração!

Ednaldo F. L. Júnior "Vulgo" Dr. Br!

Lindoelly disse... [Responder comentário]

...mas querer não é poder por mais que você queira.[2]
:)

Anine Surui disse... [Responder comentário]

Meu velho, se sentir sozinho é natural, como você mesmo falou. E você provavelmente deve saber que a vida é cheia de fases e que isso é bom porque indica que a gente está mudando.Mudar é bom; revigora a pessoa. A única coisa que eu tenho a lhe dizer(apesar de não te conhecer) é que é bom ficar sozinho para aprender a conviver consigo mesmo e a ser independente. Por mais que você se sinta só querendo alguém especial(porque é isso o que parece e é o que todos procuram) vai ser muito melhor você achar uma pessoa quando você tiver aprendido essas coisas-você não vai depender dela. Acredite:é muito melhor estar com a pessoa porque você gosta de verdade dela do que quando você DEPENDE dela. Essa é a minha opinião e eu acho que muitos relacionamentos não dão certo porque a pessoa não aprendeu a respeitar a sua individualidade.
Enfim, espero que eu tenha ajudado e que você não tenha me levado a mal em nenhum dos meus comentários. :)

Carlos disse... [Responder comentário]

Eu sentia a mesma coisa quando cheguei aqui Bigulin ;x Mas ta melhorando agora, so que ano que vem vai ter que mudar de novo ;o

Anine Surui disse... [Responder comentário]

Que bom que você gostou do meu comentário. Vou comentar sim porque adoro os seus posts.
:)
boa sorte ai com o seu suplemento
:D

p.s.:morri de rir com a comparação do chevette

ana disse... [Responder comentário]

eu acho que quem merece de verdade, fica. e é dificil mesmo essa coisa de perceber que aquelas pessoas que tanto estimavamos sao apenas seres humanos cheios de "humanidades", se é que entendi a essencia do que vc quis dizer...
obrigada pelo comentario no blog e volte sempre que quiser :)

bjao :*

carolfbm disse... [Responder comentário]

Você, como sempre, arrasando no post.
Até parece que eu sou uma Maria-vai-com-as-outras, porque toda vez que venho aqui, só comento isso. Mas lhe garanto que é verdade, e não tô puxando saco. :)

SweetDreams disse... [Responder comentário]

se você fica bem, eu fico bem (:
saudade de tu galego..