11/26/2010

Sou playboy, filhinho de papai...


Uma das mudanças causadas pela modernidade que eu acho mais rídicula é a tal da área vip. Cheguei a conclusão vendo o show de Paul McCartney pela tv imaginando aquele fã que dedicou toda sua vida a venerar seu ídolo, no caso, Paul e os Beatles, e quando ele tem a oportunidade única de chegar perto desse ídolo, simplesmente poderá ter que ficar há dezenas de metros dele quando poderia estar a poucos por estar sujeito a não ter dinheiro suficiente para comprar esse ingresso mais caro. Quem quer ficar na frente do palco que encare horas de fila, chegando cedo para ser um dos primeiros, etc. Para a maioria isso é bobagem, mas para o fã de verdade isso faz parte da vida dele.

O argumento para existência dessa área vip é selecionar o público, tornando o ambiente mais agradável, porém ontem no show de Paul o que eu vi foi que essa área vip tomou metade do espaço total, ou seja, selecionar o que, né? Mas de fato, não deixa de selecionar. Imagina aquele cara que comprou esse ingresso mais caro só pra ficar no ambiente das pessoas selecionáveis e passou o show todo no limite desse espaço, há poucos metros da peble. De fato, eu que não queria dividir um ambiente com esse tipo de gente que está mais preocupada em estar em evidência do que com o objetivo principal que é ver Paul.

Impressionante como ser-humano faz questão de ser melhor do que o outro por meio de aparência e não de gestos, achar que moral se compra, de não querer se "misturar". Dei o exemplo do show de Paul, mas essa história de Área Vip é no Brasil todo, aqui em Recife nem se fala. O que não falta é gente aqui com essa tara de querer ser vip. Antigamente a playboyzada não ia a pagode ou forró, porém algum publicitário brilhante passou a promover shows vip (Revelação Vip, Garota Safada Vip, etc) e só por causa dessas 3 letras o público mudou, o detalhe é que o show, o local, o repertório, a estrutura é exatamente a mesma de quando o show não é vip. Só o preço que é bem maior, mas pra que se misturar com o povão, né?

Bem que poderiam mudar o nome para Curral Vip. Eu prefiro ficar no meio do povo, na pista.

6 Comenta aqui, campeão!:

.Lay disse... [Responder comentário]

Os bregas 'selecionados' do Português tão bem ali então, po. Ou talvez haja níveis de vip e eu não sei :P

Eric Guedes disse... [Responder comentário]

Faz tanto tempo que vou pra uma festa que nem tenho como falar nada! =(
mas essa de separar no show do Paul foi fogo mesmo...

Karol Araújo disse... [Responder comentário]

Sou até a favor de pagar mais caro por o mínimo que seja de conforto (camarote com cadeiras, mesa, etc), quando o show pede isso. O que vale mesmo é se divertir, seja no meio do povão da área VIP ou do povão com o resto do espaço!

=**

Carla Rodrigues disse... [Responder comentário]

Isso é desculpa de quem não quer pagar camarote! :P

Maria Clara Gallindo disse... [Responder comentário]
Este comentário foi removido pelo autor.
Maria Clara Gallindo disse... [Responder comentário]

Eu acho que quem paga pra ficar na área vip geralmente vai na intenção de ficar em um ambiente mais confortável ou pra tentar ver mais de perto o show, e não necessariamente pra querer ser melhor do que quem tá na pista.