7/22/2011

Paciência Faz o Monge


Nesse exato momento estou muito, mas muito chateado mesmo. Mais cedo prestei o exame de ordem e após estudar muito, estudar sob uma disciplina que nunca tive, conferi o gabarito e surpreendentemente tive um desempenho pior do que na última vez que a OAB, sem estudar nada. Certo, a prova foi muito difícil, mas não acredito que só isso justifique meu desempenho pífio.

Na prova anterior, minha cabeça estava complementa focada em tudo, menos na prova. Nessas condições, meu resultado foi muito bom, apesar de não ter passado. Dessa vez resolvi fazer o oposto, abrir mão da vida mundana para me dedicar exclusivamente aos estudos. Não digo que me arrependo de ter feito isso, pois nos últimos dias eu estava muito bem comigo mesmo, satisfeito com meu esforço. Porém acreditava cegamente que iria ter um bom desempenho dessa vez e me livraria desse fardo de uma vez por todas.

#Fail

Agora estou aqui sem conseguir dormir, só pensando nisso tudo. Se eu faço de menos, vou bem, porém não o suficiente. Se faço de mais, vou mal, o que é menos que o suficiente. Em novembro tenho outra chance, dessa vez vou tentar algo novo, tentar nem fazer de mais, nem de menos, equilíbrio. Só quero ver até quando essa balança vai se manter equilibrada com todo o peso da encheção de saco por causa dessa prova que é capaz de arretar até o diabo.

Obrigado a todos que torceram por mim, que confiaram em mim, peço desculpa por ter decepcionado vocês. Saiba que falhei, mas lutei muito. Prometo a todos vocês que me apoiaram que vou batalhar muito mais! Caído, porém, nessa vida aprendi a cair da mesma forma que aprendi a me levantar logo em seguida. É clichê isso que eu disse, mas tenta me derrubar.

Lembrem-se que apanhar cansa, mas bater cansa muito também. Bora ver quem cansa primeiro, né, vida?

(Esse post foi escrito segunda-feira)

5 Comenta aqui, campeão!:

Mayra disse... [Responder comentário]

Não esmoreça por ter perdido essa ou aquela prova. Não desista. Seu esforço trará recompensa.
Desista daquilo que não te faz feliz, que não te satisfaz.
Clichê também é dizer que: tudo vem no seu tempo. Se não foi agora, um dia será.
Boa sorte nos estudos!

Mayra Freitas

Carla Rodrigues disse... [Responder comentário]

O máximo de esforço que você fizer nunca vai ser suficiente,então cai com tudo como se fosse a última prova da tua vida.

Jean disse... [Responder comentário]

Acho que o equilíbrio é quase sempre a melhor opção. Boa sorte, guri. Tamo na torcida.

Luana Silva disse... [Responder comentário]

Se tem uma coisa que eu aprendi nessa vida, é que tudo tem seu motivo. O negócio é repensar teus atos e mudar o que tiver errado. Ninguém aqui tem dúvida de que tu vai conseguir, e a gente sofre contigo na espera. Como sempre, dê o seu melhor e a recompensa vai vir. E eu não te desculpo é por pedir desculpas. Caiu? Caiu. Agora levanta.

Lua disse... [Responder comentário]

Desde já boa sorte na próxima prova! O que você falou, pra mim, é o mais sensato: o equilíbrio entre esforço e lazer. O clichê nem 8 nem 80 é sempre o mais viável. você vai ver, vai dar certo dessa vez. ;)