10/18/2008

Santo André


Que situação repulsiva essa de Santo André! Não vou criticar a ação da polícia porque eles mais do que ninguém estavam numa berlinda, qualquer ação dela poderia ocorrer em consequências graves. Acredito no comandante que disse que eles só invadiram após ouvir um disparo, pois se eles estivessem "com pressa" de encerrar essa situação poderiam ter matado o sequestrador facilmente. Prefiro falar desse filho-da-mãe. Não vejo hipótese alguma que justifique essa ação dele! Nenhuma! Na minha concepção ele esteve totalmente errado do começo ao fim.

Disse no início que senti repulsa com toda essa situação por já ter vivenciado, e acho que todos também, situação de extremo (e desnecessário) ciúme em um relacionamento, na maioria dos casos, pelo menos os que eu presenciei, o errado é homem que pensa ser o dono vitalício de sua companheira. Ninguém é obrigado a aturar uma pessoa desse tipo ao seu lado! Se bem que me questiono o que faz uma pessoa se envolver com um desses tipos porque ninguém consegue mudar seu caráter de tal forma durante um relacionamento, se você é assim é assim desde o começo. Mas não justifica. Quando é dispensado é que fica fora de si mesmo, todo mundo é culpado, todo mundo contribuiu para o fim do relacionamento, todo mundo tentou roubar a mulher dele. Mas chegar ao ponto que chegou o Lindemberg não existe! Ele podia ser trabalhador, responsável, o caralho a quatro que a partir do momento que ele não soube ser homem o suficiente para seguir sua vida após o fim do namoro e fez o que fez ele passou ao nível de qualquer assassino frio, o que ele poderá vir a ser (Deus queira que não).

Ainda não consegui entender também qual era o objetivo dele nisso tudo. Ficar o resto da vida trancado naquele apartamento com a menina? Como eu disse, a polícia poderia ter acabado com isso tudo no primeiro dia, ter enfiado uma bala na cabeça dele assim como ele fez com a menina era a coisa mais fácil do mundo, mas existe um tal de Direitos Humanos que impede que isso aconteça. Pois bem, eis o resultado. A bala tá na cabeça errada agora. E além de tudo isso ainda tem a tal da imprensa, minha querida imprensa, que fez o favor de interferir em todo o processo de negociação. Ajudar? Audiência mesmo. Isso sim que é explorar a desgraça alheia. Ainda tô meio atordoado com todo o desfecho disso, no momento só espero que a Eloá consiga sair dessa. Quanto ao Lindemberg, Deus não dá asa cobra então deixa eu aqui no chão mesmo.

3 Comenta aqui, campeão!:

­­Luana Silva disse... [Responder comentário]

"Pedir que o amor seja eterno é traí-lo já no início."
a frase mais certa que existe.
ouvi dizer que esse Lindemberg fez isso porque a garota "virou as costas quando ele mais precisava".
o que me deixa com mais raiva é que as duas garotas saíram feridas e ele saiu andando. deviam tê-lo empalado. pronto, falei. :)

milk disse... [Responder comentário]

tenta ler do fim pra o começo.

;]

se eu fosse um dos atiradores q estavam com mira certeira no cara, teria matado. iria ser literalmente, tiro e queda

;]

Jean Johnson disse... [Responder comentário]

As pessoas normais vem, passam e de vez enquando são um pouco menos normais do que o habitual...
Quanto à polícia, acho que poderiam ter agido melhor. E esses Direitos Humanos são mesmo uma grande duma cagada lambuzenta.
Já a imprensa... eles sim são a cagada mais nojenta que o universo já viu.