3/14/2010

Formar


Você vai para uma festa estando cheio de dor, sabendo que tem que acordar cedo no outro dia, sem beber, sem poder dançar, nem ao menos ficar junto com a sua turma porque está machucado. Passa a festa toda na mesa, é considerado por isso a pessoa mais velha da mesa (palavras de pessoas pelo menos uns 20 anos mais velhas que você) e apesar disso tudo você sai de lá muito, mas muito feliz. É fácil de explicar.

Ontem foi a formatura de um cara que só falta ter o mesmo sangue para ser tido como oficialmente como meu irmão. É o amigo há mais tempo que eu possuo, amigo mesmo. Amigo daqueles que você entra na casa dele na hora que quer, escuta conselhos da mãe dele e toma uma dose de uísque com o pai dele. Amigo que de tão amigo você considera os irmãos dele tão amigos quanto. Aquele tipo de amizade que um nunca diz o que sente pelo o outro por simplesmente não precisar. Por mais que um irrite o outro nunca ficaremos com raiva de verdade, pois somos amigos.

Na festa dele ontem estava muito feliz, pois estava presenciando um passo adiante na vida dessa pessoa, o crescimento dele, numa vida a qual eu sei que fiz parte em todos os momentos. Feliz por saber que tive alguém ao meu lado durante toda a minha vida e que comemorará comigo minhas vitórias e estará, como sempre, ao meu lado em minhas derrotas para me ajudar a me levantar. Assim como a reciprocidade procede.

Fiz esse texto em poucos minutos e me contendo para não escrever mais porque é muito fácil falar de alguém que você conhece tão bem, que admira tanto.

Parabéns, Furão! Você sabe que sempre contará com minha torcida para o seu sucesso na vida, mais do que isso, sempre contará com meu apoio para o que você precisar. Afinal tu és meu irmão mais feio.

2 Comenta aqui, campeão!:

Maurício Penedo disse... [Responder comentário]

Ter amigos como esse é realmente do caralho. Quando me vejo sem chão, me lembro dos meus.

Rafael Aragao disse... [Responder comentário]

Sabe que tens minha consideração multiplicada em milhares de vezes como as descritas nesse texto pelo qual me orgulho muito de ver, és também um irmão como todos a nossa volta sabe. Obrigado por esse depoimento e um grande abraço!