9/24/2010

A Vingança dos Nerds


Esses dias resolvi perder um pouco do meu tempo nem tão valioso assim para ver os famosos vlogs de Felipe Neto e PC Siqueira. Junto com isso vi uma parte do VMB (nesse caso eu fui ver a premiação apresentada por Anderson Silva e Júnior Cigano) e vi que o cenário artístico pop atual foi tomado pelos Restarts (primeira vez que eu vi Restart na tv achei que o visual deles na ocasião era uma "homenagem" aos Menudos, mas depois eu vi que é uniforme de guerra mesmo haha), Cines e mimimi-me-amem da vida.

Até bem pouco tempo atrás (odeio dizer a expressão "no meu tempo" porque o tempo não era meu e esse tempo foi ontem, todo mundo estava lá pra ver) um PC Siqueira ou um vocalista do Restart eram aqueles seres que só se fodiam na mão da galera "legal" justamente por eles não seres legais. Enquanto a maioria se preocupava em socializar, fazer e manter amizades, viver a vida fisicamente eles eram aqueles que não gostavam de sair para ficar em casa jogando algum video-game, vendo putaria na net e falando mal daqueles que sairam. Beleza, eu também tô falando mal deles, né? Até dá pra entender o lado deles de não querer seguir as tendências da sociedade do momento, isso é um saco além de bastante idiota (seguir essas tendências). Cada dia mais eu tenho menos interesse em sair para baladas, prefiro muito mais agora chamar meus amigos para virem jantar aqui em casa e passar à tarde conversando, só que festa é festa, né? Mas nem por isso você precisa radicalizar e viver da forma que falei antes. Dá pra chegar a um meio termo.

Sei que isso é possível porque eu nunca deixei de ir para uma festa ou casa de amigo beber para ficar em casa jogando video-game, mas também nunca deixei de grudar os meus olhos na tela da tv jogando alguma coisa durante horas. Véio, são 7 dias na semana, 30 dias no mês, 365 dias no ano, sem contar as 24h contidas em cada dia. Tem tempo de sobra para você fazer as duas coisas: socializar e se privar de sociedade. E nem me venham com essa conversa que meu dia é muito corrido, não tenho tempo pra nada, queria que o dia tivesse 30h. Se você for minimamente organizado e competente no que faz dá tempo pra fazer quase tudo.

Voltando ao caput do post. Pois bem, não sei como nem o motivo esses seres ignobeis agora são os parâmetros, o jogo mudou de lado. Legal agora é se vestir feito uma bicha louca, chorar copiosamente por nada, ser doentemente magro e branquelo (no sentido de não fazer exercícios), justamente por não sair muito de casa onde a internet é a diversão, é ser revoltado e ser esquisito. Complicado isso.

Complicado demais. Longe de mim querer saudosista e forçar as crianças de hoje a irem para rua brincarem como foi na minha infância em Pesqueira, sei que os tempos e as circunstâncias são outras. Mas é o tal do meio termo, né? Vamos tentar ser menos brancos e magros.

ps: post passado eu respondi a um comentário porque achei os argumentos apresentados totalmente falhos, mas não se acostumem com isso. Essa semana eu tava muito estressado-nervoso-puto-da-vida, mas paz e amor de novo. Podem criticar a vontade, me xingar demais no twitter que eu vou me comportar e ficar na minha. Sou um menino bonzinho.

7 Comenta aqui, campeão!:

Jéssica disse... [Responder comentário]
Este comentário foi removido pelo autor.
Jéssica disse... [Responder comentário]

Andei meio ausente daqui, mas nesses poucos minutos que acessei já me informei sobre os posts, os comentários com críticas, suas respostas e o que mais aconteceu. Digo logo que continuo concordando contigo ( exceto nos nossos times, mas enfim...)
:*
ps: continua mandando bem nos textos. :)

Nathalia Cassundé disse... [Responder comentário]

é pq as meninas novinhas em vez de quererem namorados querem amigas..
ai os meninos se vestem como uma menina (o cantor do restart é a cara de uma) e conseguem pegar as meninas.

isso td é culpa de vcs homens, q tudo q fazem é pra pegar mulheres.
:P
beijos

Maurício Penedo disse... [Responder comentário]

O parâmetro está completamente distorcido. Só consigo pensar que a mentalidade da atual juventude é algo que não consigo compreender. Quando nós tínhamos 13, 14 anos, ouvíamos o que? Quem curtia música internacional começava com boy bands, depois ia pra Red Hot, Foo Fighters, em geral. Mas não se trata apenas de gosto musical, completamente fluido, mas sim da atitude em relação aos problemas e à vida em geral. Não pra saber o que podemos esperar de pessoas assim...

Carla disse... [Responder comentário]

Eu só digo uma coisa: é falta de lapada!

Maria Eduarda disse... [Responder comentário]

Acho que tudo isso é fase. Eu mesma já tive cabelo colorido, usava spikers, piercing. De diferente hoje em dia só ficou o corte do cabelo. Nunca fui baladeira, gosto de ir mesmo pra bar. Mas sinceramente?! Adoro meter o joelho na jaca em uma boate uma vez a cada semestre. E meto de tal forma (UI!), que tenho histórias para contar por todo semestre. Mas daí só dá pra um semestre mesmo. Por isso que tenho que ir duas vezes.
E ah! Melhor ainda se a farra for em outra cidade. Principalmente BH . Há Há

Carolina disse... [Responder comentário]

É a falta, aparente, de ter pelo que se revoltar.