4/08/2012

Look Out (Here Comes Tomorrow)


Em um resumo do resumo o Efeito Borboleta explica que a mínima ação acarretará no desencadeamento de toda uma sequência de ações que poderá causar as mais diversas consequências. É o "e se", e se você tivesse saído de casa 1 minuto depois tudo poderia ter sido diferente, você poderia ter achado uma mala de dinheiro, você poderia ter sido atropelado, você poderia só seguir o seu caminho como antes. É imprevisível.

Já pararam pra pensar nos "e ses" em sua vida, em como ela poderia ter sido completamente diferente caso você tivesse feito outra escolha em seu passado, feito diferente? É tenso pensar nisso porque não tem resposta certa, poderia acontecer tudo, inclusive nada.

Anteriormente aqui eu já defendi a minha tese de que não existe um planejamento certo para a sua vida, que ela é a combinação de seus esforços e o acaso. Porém mesmo com todos os "e ses" da sua vida, eu acredito que no final tudo vai ter o mesmo final, independente das suas decisões. Se for para você ficar com aquela pessoa, uma hora você ficará, se for para você trabalhar com aquilo que você deseja, uma hora você trabalhará. O mesmo vale para os fracassos.

Porém, há a questão do seus esforços. Esse ponto-final poderá ser alcançado de forma mais suave ou tempestuosa a depender de suas escolhas, as certas ou as erradas. Tem gente que se esforça para fazer tudo do jeito errado, é a tendência natural do homem, querer sempre optar pelo caminho mais fácil que no final acaba sendo o mais complicado.

Mas também não achem que fazer tudo "certo" fará com que a vida te premie no final. Não mesmo, pode ser que isso aconteça, ou não. Mas fazendo o certo as chances são maiores.

Efeito Borboleta, que é o meu filme preferido, explica perfeitamente tudo isso, principalmente em sua cena final.

Esse mês é The Monkees.

3 Comenta aqui, campeão!:

carolfbm disse... [Responder comentário]

Muito bom, adorei! Esse negócio de ficar pensando nos 'e ses' da vida é realmente muito tenso. E também acredito que se você tentar pelo lado certo, as chances de "ser premiado" são maiores, mas também tem que contar com a sorte, o acaso e até com a vida mesmo...

Luana Oliveira disse... [Responder comentário]

Detesto "e se". Prefiro o "aí eu fui lá e...".

Thássia S. disse... [Responder comentário]

Que bacana seus posts! Ja li um monte e con ordei c quase tudo! Hehehe
engraçado q pelo blog da p conhecer bem melhor a pessoa,neh? Kkkk

Bjs!!!